Market share: saiba qual é o tamanho do mercado da sua startup

Por
Tempo de Leitura: 3 minutos

Você sabe dizer qual é o tamanho da sua startup no mercado de atuação? O market share é um indicador que pode ajudar a entender qual é o desempenho do seu negócio. Esse percentual representa a sua fatia no mercado e é capaz de gerar insights valiosos para a sua estratégia. 

Toda startup deve ter Indicadores-chave de desempenho (KPIs) que deixem claro como a empresa está caminhando e aonde pode chegar, e o market share pode ser um deles. Ele também é importante na hora de buscar um investimento, pois demonstra a posição da startup no setor em que atua.

Além disso, o market share é relevante ao fazer uma pesquisa de mercado, pois reflete o potencial de crescimento. Pela análise do indicador, é possível ter comparativo com concorrentes e saber em que pontos é preciso melhorar. Logo, é indicado fazer esse comparativo trimestral ou anualmente, pois o mercado é volátil, e os números podem mudar. 

O percentual de market share também pode ajudar a direcionar estratégias de marketing. Ao fazer o acompanhamento periódico, o indicador revela se a concorrência está ganhando espaço ou se a startup está crescendo. 

Caso ocorra uma mudança na base de clientes ou esteja começando a entrar em um novo mercado, o market share ajuda a entender o desempenho. É uma ótima forma de perceber se a startup está se destacando. 

Ter indicadores de desempenho é necessário para planejar o futuro de uma startup. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Leia também:

Como calcular o market share

1. Market share comparando as vendas

Há diferentes formas de calcular market share. A fórmula mais tradicional é dividir o total de vendas da startup pelas vendas totais do setor ou da indústria de atuação e depois multiplicar por 100. Essa será a sua fatia no mercado.

Um exemplo prático: se o resultado das vendas foi de R$ 100 mil e o do setor foi de R$ 1 milhão, seu market share será 10%. Esse é o espaço que você representa no mercado.

É importante lembrar que o setor ou a indústria podem variar dependendo da área de atuação. Se você compete apenas regionalmente, por exemplo, deve considerar as vendas do setor da sua região. A comparação deve ser sempre feita com concorrentes diretos

2. Market share usando a base de clientes

Os clientes também podem entrar nesse cálculo, e a lógica segue a mesma da fórmula acima. Divida o número de clientes pelo total de clientes da indústria ou do setor e multiplique por 100. O resultado é o market share por clientes. 

Se você tem atuação online, pode calcular o tráfego no site ou na plataforma e comparar o resultado obtido com os dados de concorrentes. É possível fazer a comparação de dados como resultado em pesquisa orgânica no Google, por exemplo, para saber se o concorrente está mais bem posicionado ou pode analisar dados das redes sociais e desempenho em mídia paga. 

Há ferramentas gratuitas que mostram esses índices, mas também é possível contratar um serviço de análise de tráfego se quiser dados mais confiáveis e análise mais profunda. 

3. Market share relativo

Nesse caso, o cálculo é um comparativo do market share da sua startup com o market share de um líder do mercado. De novo, a mesma lógica: seu market share dividido pelo market share do líder do setor multiplicado por 100. 

Nesse caso, o indicador pode revelar qual é o seu tamanho de mercado perante o maior concorrente. A porcentagem da conta vai mostrar qual é o estado financeiro do seu negócio — um indicador importante para saber qual estratégia de crescimento desenvolver.

Há diferentes formas de calcular o market share de um negócio. (Fonte: fauxels/Pexels/Reprodução)

Pontos de atenção ao calcular o market share

Para ter clareza se o market share calculado realmente faz sentido, é importante tomar os cuidados descritos a seguir. 

  • Campo de atuação: evite se comparar com gigantes globais que não concorrem diretamente com a sua startup. Use um concorrente cuja atuação tenha a mesma abrangência que a sua (local, regional ou nacional, por exemplo).
  • Tipo de negócio: selecione concorrentes com porte parecido com o da sua startup e que tenham o mesmo público. O indicador deixará mais claro se você precisa fazer alguma mudança para atingir mais clientes.
  • Compare o market share com mais de um concorrente: é importante comparar diferentes concorrentes para ter certeza de quem é o líder no setor. Olhar só para uma empresa pode ser um ponto cego.
  • Insights do tráfego: observando o desempenho de tráfego do seu concorrente, é possível estudar as campanhas de marketing e perceber o que mais pode se fazer para se diferenciar.

Riscos de usar o market share como principal indicador

Em geral, o market share é um indicador usado por quem busca crescimento ou liderar um mercado, mas usar só esse dado como KPI ou meta pode gerar riscos. 

Isso porque market share isoladamente não significa que a startup terá um crescimento exponencial diante da concorrência. É importante acompanhar outros indicadores essenciais, como a receita, o total de churn e a inadimplência dos clientes.

Você já calculou o market share da sua startup? Sabe qual é a sua fatia de mercado?

Confira outros conteúdos do blog do Cubo e mantenha-se em dia com as tendências do universo do empreendedorismo tech!

BC3FAED6-C09C-4D48-A82B-65ABBE266CD7

Fonte: Endeavor, Semrush

Picture of Cubo

Cubo

Somos o Cubo Itaú, uma comunidade que, desde 2015, conecta as melhores soluções para construir grandes cases de inovação para o mercado. Ao lado de nossos idealizadores, Itaú Unibanco e Redpoint eventures, e de um seleto time de startups e corporates, conquistamos o selo de um dos mais relevantes hubs de fomento ao empreendedorismo tecnológico do mundo.

Autor